CÂMARA MUNICIPAL DE Monte Carlo - SC

INDICAÇÃO Nº 42/2019, DE 17 DE OUTUBRO DE 2019

CÂMARA DE VEREADORES DE MONTE CARLO/SC

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MONTE CARLO - SC.

Os Vereadores signatários, com mandato e assento nesta Casa Legislativa e, no uso de suas atribuições legais e regimentais, com fundamento nos artigos 63, X e 118, ambos do Regimento Interno Câmara Municipal de Vereadores de Monte Carlo/SC, vem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, requerer, que depois de ouvido o Plenário, seja encaminhada à Excelentíssima Prefeita Municipal, Sra. Sônia Salete Vedovatto, a seguinte INDICAÇÃO:

Nos entornos da casa mortuária acumula-se muitas poças de água, com barro, oportunidade em que o cascalhamento ou colocação de pedras britas proporcionarão às pessoas, nos momentos de luto, a mínima dignidade e acesso seguro. Esclarece-se, por oportuno, que cabe ao Executivo Municipal garantir a acessibilidade de maneira digna das pessoas aos serviços públicos oferecidos pela municipalidade, aos bens de consumo, dentre outros, de maneira segura e digna.

JUSTIFICATIVAS:

O município de Monte Carlo, Estado de Santa Catarina, atualmente tem uma população de aproximadamente de 10.000 habitantes e possui grande carência em termos de infraestrutura.

A Casa Mortuária Municipal, em seus entornos, não possui as condições adequadas de acessibilidade, uma vez que se acumulam inúmeras poças de água, oportunidade em que o cascalhamento ou colocação de pedras britas proporcionarão às pessoas, nos momentos de luto, a mínima dignidade.

Os fatos ora descritos são de conhecimento público e de fácil constatação, não podendo o Poder Público se eximir.

Melhores justificativas serão dadas em Plenário, pelos Vereadores Autores e signatários na forma Regimental.

Monte Carlo/SC, 17 de outubro de 2019.

LUIZINHO CORDEIRO

Vereador

ADAIR LUIZ GONÇALVES

Vereador

ADEMIR VALDUGA

Vereador

Publicado em: 18/10/2019
Autor(es): ADAIR LUIZ GONÇALVES - ADEMIR VALDUGA - LUIZINHO CORDEIRO
Acessos: 33
Publicado por: Vilmar Frarão Schramm
Facebook Twitter Google+ Addthis